COMPRE NAS DROGARIAS LETÍCIA

COMPRE NAS DROGARIAS LETÍCIA
DIREÇÃO ANTÔNIO CARLOS

VIDA+MED DIRETOR PRESIDENTE ORLEANS DANTAS

VIDA+MED DIRETOR PRESIDENTE ORLEANS DANTAS
ITABUNA-BA

ROTA TRANSPORTES COM VOCÊ NOS CAMINHOS DA VIDA

ROTA TRANSPORTES COM VOCÊ NOS CAMINHOS DA VIDA
ROTA TRANSPORTES COM VOCÊ NOS DA CAMINHOS DA VIDA DIRETOR PRESIDENTE PAULO CARLETO

terça-feira, 12 de junho de 2018

Vídeo mostra momento que garis espancam empresário morto na Pituba


Vídeo mostra momento que garis espancam empresário morto na Pituba
Foto: Reprodução / Bahia Meio Dia
O quarto gari envolvido na morte do empresário Luciano Rodrigues Vieira, de 43 anos, admitiu não ter tentado interceder pela vítima, que foi espancada por outros três garis, na madrugada de sábado (9), no bairro da Pituba. "Não socorri porque precisava continuar coletando o lixo", declarou Gerson Amorim Góes, 50, em depoimento à polícia. "A vítima caiu ao solo, desfalecida, e o pior de tudo: o motorista, que não agrediu, também participou de toda a ação porque no momento que ele viu que os colegas estavam agredindo a vítima, não houve a intenção de apaziguar, separar ou salvar a vítima", afirmou a delegada Maria Selma, da 16ª Delegacia da Pituba, que está à frente das investigações. Enquanto ele comandava o caminhão, Fábio do Amor Divino Borges, 35, e os irmãos Ediney Silva Santos, 26, e Diony Silva Santos, 28, agrediam o empresário após uma briga de trânsito. Eles foram detidos, nesta terça-feira (12), após serem identificados com apoio da câmera de segurança de um prédio que registrou a ação. Segundo informações do Correio, os acusados alegaram legítima defesa para justificar o crime. "O empresário estava passando pela calçada quando o caminhão entrou na rua. O caminhão teria passado muito rente a ele. A vítima, ao ficar chateada, teria batido no caminhão e reclamado. Os garis que estavam atrás do carro, na parte traseira, desceram e foram para cima dele, começando as agressões", acrescentou a delegada. O vídeo compartilhado pelo jornal mostra o momento em que os três garis descem do veículo e começam a espancar o empresário. Após a agressão, eles sobem de volta ao caminhão e deixam o local sem prestar socorro, dando prosseguimento à coleta. Assista:


Polícia pede prisão de quatro garis pela morte de economista


A delegada Maria Selma, titular da 16ª Delegacia da Pituba, já pediu a prisão temporaria dos quatro funcinários da Revita, que prestam serviços de limpeza à Limpurb, pela morte do economista Luciano Rodrigues Vieira, 43 anos. Segundo a delegada, três deles se apresentaram espontaneamente, mas, inicialmente, apenas um havia confessado o crime.Ainda de acordo com a delegada, um dos coletores apontou outros dois colegas e o motorista como o autores da agressão que terminou na morte de Luciano. Em depoimento na noite desta segunda-feira (11), eles alegaram legítima defesa. A Polícia Civil teve acesso às imagens de câmeras dos prédios da rua onde o crime aconteceu e conseguiu identificar a briga. Logo depois, os funcionários foram identificados. Os nomes deles não foram divulgados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário